AltoQi

Hachuras das vigas no detalhamento de lajes

Escrito em 09 de mar de 2018 por: , na categoria: Melhorias em recursos, Release 3

Seguindo a linha de recursos que visam aprimorar os detalhamentos do programa foi criada uma opção para gerar a hachura das vigas e outros elementos de apoio (paredes de alvenaria e paredes de concreto) no detalhamento de lajes:

Figura 1 – Detalhamento de lajes atual

Figura 2 – Detalhamento de lajes com hachuras das vigas

Para incluir as hachuras das vigas no detalhamento de lajes basta marcar a configuração correspondente no menu “Configurações – Detalhamento – Lajes”.

O tipo de hachura a ser utilizado no detalhamento das lajes seguirá o mesmo padrão definido para a planta de forma (definido no menu “Configurações – Forma – Vigas”):

Figura 4 – Padrões de hachuras das vigas

Se você gostou do conteúdo acima leia também

Comentários

11 respostas para “Hachuras das vigas no detalhamento de lajes”

  1. MARCUS VINICIUS FERREIRA VERGA disse:

    Teria alguma prévia do que seria os itens a serem implementados no release 3?

    Obrigado!

  2. Engº Ronaldo Parisenti disse:

    Boa tarde Marcus,

    Entre os principais recursos que estamos trabalhando no momento estão:

    – Pilar excêntrico ao bloco de fundação;
    – Sapata de divisa com viga avalanca;
    – Continuamos melhorando os detalhamentos de plantas de forma, locação e lajes. Na locação e forma estamos incluindo o preenchimentos/hachura e tratamento das fundações visando atender a alguns exemplos de solução de projetos enviados pelos clientes, onde as vigas baldrame ficam embutidas nos blocos, por exemplo. Os detalhamentos estão ficando bem interessantes. Também continuam sendo feitas melhorias nos detalhamento das lajes visando deixar o desenho mais “limpo e eficiente”;
    – Há também ajustes modelo integrado de análise como inclusão de mais “Fatores de multiplicação dos parâmetros de rigidez das vigas”;
    – Há ajustes no modelo do exportador SAP2000;
    – Continuamos fazendo ajustes para atender a nova norma de pré-moldados (atualmente alterando critérios relacionados a “Idade do concreto no dimensionamento das alças de içamento” e “Ajustes no detalhamento dos grampos em apoios de vigas PM”);
    – Também estamos trabalhando na linha BIM, buscando aproveitar mais informações de modelos agora cada vez mais completos. No momento estamos trabalhando na melhoria da importação dos arquivos IFC bem como Extração automatizada de plantas baixas a partir do 3D, para servir de base para lançamento;

    Possivelmente alguns destes recursos não terminem no Release 3, mas estamos trabalhando (caso não finalizem agora, serão no Release 4).

    Tem recursos bastante solicitado sendo feito e estão ficando interessantes. Enfim, espero, ainda que de maneira breve, ter conseguido informar.

  3. FABIO CHRISTIAN DE OLIVEIRA MARTINS VARELLA disse:

    Ótimas notícias sobre o que vem a seguir.
    Dentro do escopo do tema “hachura”, porque não possibilitar a escolha livre da biblioteca de hachuras da plataforma QiBuilder, como por exemplo “concrete”, “sand”, entre outros? Já que é pra ficar tudo bonitinho, seria legal expandir as possibilidades.

    • Engº Ronaldo Parisenti disse:

      Boa tarde Fabio,
      Sim, com o uso mais intenso, um avanço nos padrões de hachura do Eberick será bem vindo. Não está previsto para este projeto, contudo, fica registrado o pedido* e discutiremos ele para o decorrer do ano.

      * As sugestões aumentam de prioridade de acordo com o número de pedidos.

      • RENATO AURELIO CAPURUÇO COSTA disse:

        Ronaldo … um dia aí vocês podiam desenvolver um sisteminha online de controle de requisitos dos usuários … ou, disponibilizar online essa “listinha” de vocês … e colocar em votação online 😉 Aí eu queria ver o aumento de prioridade… -rsrs

  4. ROGER SCAPINI MARQUES disse:

    E o erro de apoios sobrepostos? Quando finalmente vão consertar essa falha do Eberick?

    • Engº Ronaldo Parisenti disse:

      Boa tarde Roger,
      A princípio, estas deveriam ser situações pouco comum e, nestes casos, o programa avisa para que seja verificado se o lançamento é o desejado de fato (em geral o usuário deve verificar e, se for o caso, editar as larguras do vão e nós da viga).
      Contudo, anotamos para avaliar soluções para os próximos releases (observamos seu pedido neste e em outros post deste blog em relação a isso).

      • ROGER SCAPINI MARQUES disse:

        Perdão, Ronaldo, mas NÃO SÃO situações pouco comuns, nem a princípio, nem em âmbito geral. Um caso muito comum é quando duas vigas com larguras diferentes apoiam-se numa viga principal de forma que uma das faces dessas duas vigas estão alinhadas. Isso é bastante usual, independentemente disso, não penso que seja justificativa para deixar nas costas do usuário a correção.
        Aliás, a correção manual disso é um pé no s***.

Deixe uma resposta