AltoQi

Sapata com pilar excêntrico – Parte 1

Escrito em 25 de maio de 2018 por: , na categoria: Novos recursos, Release 4

Continuando com o desenvolvimento de soluções para fundações junto a divisa do terreno, iniciado com o recurso bloco com pilar excêntrico, agora está sendo implementado o recurso para atender situações de sapata com pilar excêntrico.

A solução de sapatas de divisa já existe nas versões atuais do Eberick. Entretanto, o objetivo é tornar o recurso mais abrangente para permitir definir um pilar excêntrico à fundação (em qualquer posição) e/ou conectar uma viga na base da sapata.

Figura 1: Exemplos de fundações na divisa do terreno

Para atender a esta situação, foi criado um novo comando para o lançamento da fundação (mesmo comando dos blocos de divisa), em que o usuário já define, ao lançar o elemento, as propriedades da sapata. A partir desta definição o elemento de fundação passa a fazer parte do croqui do pavimento:

Figura 1: Novo comando de lançamento de Fundação – Sapata

Neste momento está sendo revisado o modelo de análise e dimensionamento da fundação e da viga alavanca. Assim que tivermos evolução do recurso postaremos mais informações.

 

 

Se você gostou do conteúdo acima leia também

Comentários

12 respostas para “Sapata com pilar excêntrico – Parte 1”

  1. MARCUS VINICIUS FERREIRA VERGA disse:

    Muito bom, são duas implementações NECESSÁRIAS para o software, ira agregar muito valor ao programa, espero que saia logo este release!

  2. MARCUS VINICIUS FERREIRA VERGA disse:

    Teria alguma previsão para liberar o release?

    • Engº Ronaldo Parisenti disse:

      Boa tarde Markus,
      O release 3 acaba de ser divulgado. Entretanto, este recurso da sapata com pilar excêntrico está previsto para o Release 4 (previsto para o início do segundo semestre de 2018).

  3. BORIS CASANOVA SOKOLOVICZ disse:

    Implementação esperada há tempo.
    Vai ajudar muito.

  4. JAIR MARIANO PACHECO disse:

    Ao pessoal do desenvolvimento. Esta ficando muito interessante.

  5. WILLIAME BRAGA LIMA disse:

    Excelente recurso que a muito tempo era aguardado. Parabéns a equipe de desenvolvimento!
    Gostaria de saber quando viram novos recursos ao módulo de premoldado . Ex.: vigas com outras seções além da seção retangular.

    • RENATO AURELIO CAPURUÇO COSTA disse:

      Já é possível cadastrar elementos tipo viga com seções genéricas. Precisamos urgentemente da modulação e paginação das lajes alveolares no modelo, no estilo das vigotas protendidas e treliçadas.

  6. ARIOVALDO PEDREIRA TORRES disse:

    Recurso de sapata de divisa com viga alavanca . muito aguardado . Opção de avaliações em terreno com tensão admissível alta,

  7. HENRIQUE VITAL DO CARMO FREITAS disse:

    Está sendo desenvolvido o recurso para tratamento da rigidez de vigas de equilíbrio?

    • HENRIQUE VITAL DO CARMO FREITAS disse:

      vigas de transição**

    • Engº Ronaldo Parisenti disse:

      Boa tarde Henrique,
      A rigidez de vigas de equilíbrio, transições, etc é uma assunto que cabem diversas ponderações. Não sei exatamente qual solução gostaria contudo seguem algumas ponderações, que podem iniciar a discussão (não esgotar). Há solicitações para que o programa permita alterar rigidez do elemento pontualmente (este caso está previsto para fazer nos próximos releases – contudo penso que o objetivo deste é permitir simulações e etc que ajudem a resolver projetos e não necessariamente resolver vigas de equilíbrio). Possivelmente uma solução mais abrangente seja a consideração do efeito construtivo (ou parte disso) – isto não está previsto.

      No contexto do recurso de sapata e bloco de divisa, quando a viga estiver embutida na fundação, isto está sendo feito agora (para considerar diferenciada da rigidez e dimensionamento deste elemento – isso será melhor informado nos próximos posts).

  8. IVAN BUENO disse:

    Fico feliz de ver estas implementações de blocos e sapatas excêntricas sendo adicionadas e/ou aprimoradas.
    Gostaria de saber se há também o intuito de se desenvolver o recurso para o uso de tubulões. Há?

Deixe uma resposta